Terça-feira, 26 de Junho de 2012

Caminhos

Já sei que as coisas não vão mudar

Já sei que o que passou, passou

Mas também sei que há coisas que não se esquecem

E tu também devias saber

Juro que a minha vontade é bater-te

Ou se calhar o melhor era bater-me a mim mesma

Podia ser que tudo o que sinto se transforma-se em ódio

Podia ser que deixa-se de ser tola

E que deixa-se de ser a menina que ainda acredita em sonhos cor-de-rosa

Porque por mais tempo que passe eu estou aqui, mesmo sabendo que já não devia estar

Vai ser sempre aquele amor, algo que não sei descrever que me deixa um nó na garganta

Que no fundo lembro com carinho, que me enche o coração por breves instantes

Rabiscado por Menina_Borboleta às 00:10
link | comentar | favorito
1 comentário:
De Minda a 29 de Janeiro de 2013 às 22:10
Adorei... partilho o sentimento

Comentar post

.mais sobre mim

.arquivos

. Janeiro 2013

. Julho 2012

. Junho 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Agosto 2007

.tags

. todas as tags